O que é Risco de Segurança Cibernética? Uma Definição Completa

O risco de cibersegurança é a probabilidade de exposição ou perda resultante de um ataque cibernético ou violação de dados na sua organização. Uma definição melhor e mais abrangente é a perda ou dano potencial relacionado à infraestrutura técnica, uso de tecnologia ou reputação de uma organização.

As organizações estão se tornando mais vulneráveis a ameaças cibernéticas devido à crescente dependência de computadores, redes, programas, mídias sociais e dados globalmente. As violações de dados, um ataque cibernético comum, têm um impacto comercial negativo maciço e muitas vezes surgem de dados insuficientemente protegidos.

Conectividade global e uso crescente de serviços em nuvem com parâmetros de segurança precários significa que o risco de ataques cibernéticos de fora de sua organização está aumentando. O que historicamente poderia ser tratado pelo gerenciamento de risco de TI e controle de acesso agora precisa ser complementado por profissionais sofisticados de segurança cibernética, software e gerenciamento de risco de segurança cibernética.

Não é mais suficiente confiar em profissionais tradicionais de tecnologia da informação e controles de segurança para a segurança da informação. Há uma clara necessidade de ferramentas de inteligência de ameaças e programas de segurança para reduzir o risco cibernético de sua organização e destacar potenciais superfícies de ataque.

Os decisores precisam fazer avaliações de risco ao priorizar fornecedores de terceiros e ter uma estratégia de mitigação de risco e um plano de resposta a incidentes cibernéticos em vigor para quando uma violação ocorrer.

O que é Cibersegurança?

Cibersegurança refere-se às tecnologias, processos e práticas concebidas para proteger a propriedade intelectual de uma organização, dados de clientes e outras informações sensíveis contra o acesso não autorizado por criminosos cibernéticos. A frequência e a gravidade dos crimes cibernéticos está aumentando e há uma necessidade significativa de melhorar o gerenciamento de riscos cibernéticos de segurança como parte do perfil de risco empresarial de cada organização.

Independentemente do apetite de risco da sua organização, você precisa incluir o planejamento de cibersegurança como parte do seu processo de gerenciamento de risco empresarial e das operações comerciais comuns. É um dos principais riscos para qualquer negócio.

Qual é o significado dos ataques cibernéticos para o negócio?

Embora os controles gerais de segurança de TI sejam úteis, eles são insuficientes para fornecer proteção contra ataques cibernéticos contra ataques sofisticados e má configuração.

A proliferação de tecnologia permite mais acesso não autorizado às informações da sua organização do que nunca. Terceiros estão aumentando o fornecimento de informações através da cadeia de suprimentos, clientes e outros fornecedores terceirizados e terceirizados. O risco é agravado pelo fato de que as organizações estão armazenando cada vez mais grandes volumes de informações pessoalmente identificáveis (PII) em provedores de nuvem externos que precisam ser configurados corretamente a fim de proteger suficientemente os dados.

Outro fator a considerar é o número crescente de dispositivos que estão sempre conectados na troca de dados. medida que sua organização se globaliza e a rede de funcionários, clientes e fornecedores de terceiros aumenta, aumentam também as expectativas de acesso instantâneo às informações. As gerações mais jovens esperam acesso instantâneo em tempo real a dados de qualquer lugar, aumentando exponencialmente a superfície de ataque para malware, vulnerabilidades e todos os outros exploits.

As ameaças cibernéticas inesperadas podem vir de potências estrangeiras hostis, concorrentes, hackers organizados, infiltrados, má configuração e seus fornecedores terceirizados. As políticas de segurança cibernética estão se tornando cada vez mais complexas à medida que os mandatos e padrões regulatórios em torno da divulgação de incidentes de segurança cibernética e violações de dados continuam a crescer, levando as organizações a adotar software para ajudar a gerenciar seus fornecedores de terceiros e monitorar continuamente as violações de dados.

A importância de identificar, abordar e comunicar uma violação potencial supera o valor preventivo dos tradicionais controles cíclicos de segurança de TI.

As violações de dados têm um impacto comercial maciço e negativo e muitas vezes surgem de dados insuficientemente protegidos. O monitoramento externo através de avaliações de risco de terceiros e de fornecedores terceirizados é parte de qualquer boa estratégia de gerenciamento de risco. Sem uma gestão abrangente da segurança de TI, sua organização enfrenta riscos financeiros, legais e de reputação.

Quais são os principais riscos e ameaças cibernéticas?

A segurança cibernética é relevante para todos os sistemas que suportam as operações e objetivos de negócios de uma organização, bem como a conformidade com regulamentos e leis. Uma organização normalmente projetará e implementará controles de cibersegurança em toda a entidade para proteger a integridade, a confidencialidade e a disponibilidade dos ativos de informação.

Ataques cibernéticos são cometidos por uma variedade de razões, incluindo fraude financeira, roubo de informações, causas ativistas, para negar serviço, interromper infra-estrutura crítica e serviços vitais do governo ou de uma organização.

As seis fontes comuns de ameaças cibernéticas são as seguintes

  • Estados nacionais
  • Criminosos cibernéticos
  • Hacktivistas
  • Iniders e prestadores de serviços
  • Desenvolvedores de produtos e serviços abaixo do padrão
  • Pobre configuração de serviços de nuvem como baldes S3

Para entender o perfil de risco cibernético da sua organização, você precisa determinar quais informações seriam valiosas para pessoas de fora ou causariam perturbações significativas se não estivessem disponíveis ou fossem corruptas.

É cada vez mais importante identificar quais informações podem causar danos financeiros ou à reputação da sua organização se elas forem adquiridas ou tornadas públicas. Pense em informações pessoalmente identificáveis (PII) como nomes, números de seguridade social e registros biométricos.

Você precisa considerar o seguinte como alvos potenciais para os criminosos cibernéticos:

  • Dados do cliente
  • Dados do empregado
  • Propriedade intelectual
  • Vendedores terceirizados e de quarta parte
  • Qualidade do produto e segurança
  • Termos contratuais e preços
  • Planeamento estratégico
  • Dados financeiros

Quem deve ter risco de cibersegurança na minha organização?

O gerenciamento de risco de cibersegurança é geralmente definido pela liderança, muitas vezes incluindo a diretoria de uma organização nos processos de planejamento. As melhores organizações da categoria também terão um Chief Information Security Officer (CISO), que é diretamente responsável por estabelecer e manter a visão, estratégia e programa corporativos para assegurar que os ativos de informação e os dados dos clientes estejam adequadamente protegidos.

Atividades ciberdefesa comuns que um CISO possuirá:

  • Administrar procedimentos de segurança, treinamento e testes
  • Mantendo configurações seguras de dispositivos, software atualizado, e patches de vulnerabilidade
  • Desdobramento de sistemas de detecção de intrusão e testes de penetração
  • Configuração de redes seguras que possam gerir e proteger redes empresariais
  • Desdobramento de protecção de dados e prevenção de perdas programas e monitoramento
  • Restrição do acesso ao privilégio menos exigido
  • Criptografia de dados quando necessário
  • Configuração de serviços em nuvem
  • Implantação de gerenciamento de vulnerabilidades com serviços internos e terceirizadosscans de partido
  • Recrutamento e retenção de profissionais de cibersegurança

Quando uma organização não tem a escala para apoiar um CISO ou outro profissional de cibersegurança, Os membros do conselho com experiência em risco de cibersegurança são extremamente valiosos.

Posto isto, é importante que todos os níveis de uma organização compreendam seu papel no gerenciamento do risco cibernético. As vulnerabilidades podem vir de qualquer funcionário e é fundamental para a segurança de TI de sua organização educar continuamente os funcionários sobre como evitar armadilhas comuns de segurança que podem levar a violações de dados ou outros incidentes cibernéticos. O National Institute of Standards and Technology (NIST) Cybersecurity Framework fornece melhores práticas para gerenciar o risco de cibersegurança.

Sumário

Cybersecurity risk management is a long process and it’s a ongoing one one. Sua organização nunca pode estar muito segura. Os ataques cibernéticos podem vir de qualquer nível da sua organização, por isso é importante não passá-lo para a TI e esquecê-lo.

Para mitigar o risco cibernético, você precisa da ajuda de cada departamento e de cada funcionário.

Se você não tomar as precauções corretas, os dados de sua empresa e, mais importante, de seus clientes podem ser um risco. Você precisa ser capaz de controlar o risco de fornecedores terceiros e monitorar seu negócio para possíveis violações de dados e vazamento de credenciais continuamente.

Como Upguard pode ajudar a reduzir o seu risco de segurança cibernética

UpGuard ajuda empresas como Intercontinental Exchange, ADP, The New York Stock Exchange, IAG, First State Super, Akamai, Morningstar e NASA a proteger os seus dados e a prevenir quebras de segurança.

Podemos ajudá-lo continuamente a monitorizar, avaliar e enviar questionários de segurança aos seus fornecedores para controlar o risco de terceiros e melhorar a sua postura de segurança.

Para prevenir violações, evitar multas regulamentares e proteger os seus clientes que confiam nas classificações de segurança cibernética da UpGuard BreachSight e na detecção de exposição contínua.

Guardar uma demonstração hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.