Bicarbonato de cálcio

Bicarbonato de cálcio, também chamado hidrogenocarbonato de cálcio, tem uma fórmula química Ca(HCO3)2. O termo não se refere a um composto sólido conhecido; existe apenas em solução aquosa contendo cálcio (Ca2+), bicarbonato (HCO-
3) e carbonato (CO2-
3) iões, juntamente com dióxido de carbono dissolvido (CO2). As concentrações relativas destas espécies contendo carbono dependem do pH; o bicarbonato predomina na faixa de 6,36-10,25 em água doce.

Todas as águas em contato com a atmosfera absorvem dióxido de carbono, e como estas águas entram em contato com rochas e sedimentos adquirem íons metálicos, mais comumente cálcio e magnésio, assim a maioria das águas naturais que vêm de córregos, lagos e especialmente poços, podem ser consideradas como soluções diluídas destes bicarbonatos. Estas águas duras tendem a formar incrustações de carbonato em tubos e caldeiras e reagem com sabões para formar uma escória indesejável.

Tentativas de preparar compostos como bicarbonato de cálcio sólido, evaporando a sua solução até à secura, produzindo invariavelmente o carbonato de cálcio sólido:

Ca(HCO3)2(aq) → CO2(g) + H2O(l) + CaCO3(s).

Muitos poucos bicarbonatos sólidos além daqueles dos metais alcalinos, exceto lítio e íon amônio, são conhecidos por existirem.

A reação acima é muito importante para a formação de estalactites, estalagmites, colunas e outros espeleotemas dentro das cavernas, e por isso, na formação das próprias cavernas. À medida que a água contendo dióxido de carbono (incluindo CO2 extra adquirido dos organismos do solo) passa através do calcário ou outros minerais contendo carbonato de cálcio, dissolve parte do carbonato de cálcio, tornando-se assim mais rica em bicarbonato. Conforme a água subterrânea entra na caverna, o excesso de dióxido de carbono é liberado da solução do bicarbonato, fazendo com que o carbonato de cálcio muito menos solúvel seja depositado.

No processo inverso, o dióxido de carbono dissolvido (CO2) na água da chuva (H2O) reage com o carbonato de cálcio calcário (CaCO3) para formar bicarbonato de cálcio solúvel (Ca(HCO3)2). Este composto solúvel é então lavado com a água da chuva. Esta forma de envelhecimento chama-se carbonatação.

Em medicina, o bicarbonato de cálcio é por vezes administrado por via intravenosa para corrigir imediatamente os efeitos depressores cardíacos da hipercalemia através do aumento da concentração de cálcio no soro, e ao mesmo tempo, corrigir o ácido normalmente presente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.